Posted on

Crowdsourcing, Colaboração, Patrimônio e Museologia: o que as novas tecnologias podem nos oferecer?

Crowdsourcing

O que é o Crowdsourcing ?

O termo crowdsourcing de acordo com o verbete na Wikipédia significa “o processo de obtenção de serviços, ideias ou conteúdo mediante a solicitação de contribuições de um grande grupo de pessoas e, especialmente, de uma comunidade online” , o verbete prossegue explicando que: “os esforços de voluntários identificados ou de trabalhadores em tempo parcial, num ambiente onde cada colaborador, por sua própria iniciativa, adiciona uma pequena parte para gerar um resultado maior”. O crowdsourcing difere-se da tercerização, pois o grupo de pessoas que realiza o trabalho não está previamente definido. A própria Wikipédia de onde tiramos nossas definições é um exemplo de crowdsourcing, diversas pessoas ao redor do mundo trabalhando em diversos verbetes, na sua criação e correção, para formar a maior enciclopédia online do mundo.

A colaboração e a museologia

Desde a década de 1960 temos um debate travado na museologia a respeito da forma como os museus são constituídos. Nesse período observava-se uma queda do número de visitantes nos museus e os movimentos sociais da época reivindicaram uma nova forma de se fazer museologia. Reivindicavam desde a participação dos visitantes na coleção até a exposição de obras em lugares informais, cotidianos. O slogan “La Jaconde au métro”, a Gioconda ao metropolitano, expressava a necessidade que os formalismos dos museus fossem desconstruídos.

Na década de 1970 surgem os ecomuseus ou museus comunitários, onde a comunidade no entorno do Museu tem alta participação nestes, desde a composição dos acervos até sua administração e programação. Os ecomuseus são museus comunitários e também colaborativos, os acervos podem ser formados pelos membros da comunidade onde eles se inserem.

As contribuições das reflexões da nova museologia estão presentes até hoje, os museus não são mais os mesmos desde então. Essas contribuições não chegaram nem perto de serem esgotadas. Que caminhos as novas tecnologias podem nos oferecer rumo a um museu cada vez mais próximo de seus visitantes?

O crowdsourcing e os museus

Assistimos lentamente as contribuições da nova museologia nos ambientes on-line. De que maneira os museus podem criar ambientes mais colaborativos?

Mapeamento colaborativo: Quem conhece melhor os patrimônios históricos de uma cidade? Pode ter certeza que são seus habitantes, portanto propostas de mapeamentos colaborativos dos patrimônios em uma plataforma on-line são uma excelente ferramenta para se conhecer as cidades dos pontos de vistas de seus visitantes.

Exposição de acervo pessoal: Quer melhor maneira de preservar o direito de detentores de patrimônios significativos e ainda assim expor ao grande público? As exposições on-line são a melhor forma de apresentar os patrimônios pessoais e ainda preservar os patrimônios históricos particulares.

Galeria de fotografias dos visitantes: Que tal conhecer os museus por meio do ponto de vista de seus visitantes? Uma galeria on-line pode oferecer um meio dos visitantes expor suas fotos e consequentemente seu olhar sobre os museus e exposições.

E você tem alguma ideia de como crowdsourcing pode mudar a realidade dos museus? Colabore!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *